quarta-feira, 27 de abril de 2011

Notícia

O Movimento teve conhecimento de que, por deliberação da Câmara Municipal de Gondomar de 29 de Março, aprovada em reunião do Executivo de 7 de Abril (4 votos contra e duas abstenções), foi elaborado um Plano de Pormenor do Centro Cívico de Rio Tinto, que prevê a edificação de um conjunto de quatro blocos de apartamentos nos terrenos do antigo Mercado Municipal, local para onde estava anunciada a construção do Fórum Municipal. Este edifício, seria agora transferido para uma zona situada entre a linha do Metro e a Avenida do Rio. Mais ainda se sabe que a Câmara não pretende submter este Plano à Avaliação Ambiental Estratégica, mas apenas enviar o projecto à CCDR-N (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte).
Questionado o Presidente da Junta de Freguesia de Rio Tinto sobre esta questão, respondeu que desconhecia o assunto.
De qualquer modo, a Assembleia de Freguesia aprovou , por maioria (três abstenções) uma deliberação em que se solicita à Câmara mais informações e se pretende que a presente proposta  seja submetida a parecer sobre avaliação ambiental.

Dada a relevância e gravidade desta questão. o Movimento em Defesa do Rio Tinto, brevemente, emitirá uma posição pública sobre este Plano de Pormenor do Centro Cívico de Rio Tinto.

4 comentários:

Fernando Pinto disse...

Uma decisão da CMG que é um golpe obsceno e uma afronta aos interesses de Rio Tinto.

Esta gestão tudo tem feito para liquidar a favor do betão um dos espaços mais nobres da cidade, arrasando valores culturais, patrimoniais e ambientais únicos e impagáveis.

kiko disse...

Mas o que se poderia esperar dum presidente de camara que se está ''marimbando'' para que RIO TINTO 'Cidade' o seja e tenha mais valor cultural.
O seu interesse é mais particular ao permitir a edificação de construções de lucros.
Mais uma mascarada para Rio Tinto.

Adelaide Veira disse...

Não há pachorra: os riotintenses têm o que merecem!!!

Do Valentão e companhia, pelo que é público e notório, há muito deviam ter sido corridos.
Dos eleitos da terra uma pestilenta bosta. Falta-lhes decência, esquivam-se a tudo o que é importante para Rio Tinto, mas são bons na produção de festarolas (venha a da bejeca, um feito maior que a nossa lenda).
Uma nojeira!
Nojeira que é extensiva aos demais eleitos, autênticos andores que enfeitam a ansiada picture projectada desde a gestão do PS de Lira.
Esta manada tem espesinhado todo o património e o rio, transformando os afortunados terrenos, no negócio do século.
Como eu, que levo mais de seis décadas de vida, muitos outros já viram inúmeras negociatas por este país, mas nenhuma assim logo aqui à porta.
Sei que a maioria anda de olhos abertos, mas será que andamos a ver bem as tramoias destes seres, mesmo à frente do nosso nariz? O pessoal anda dopado ou quê?
E depois, gostava tanto de perceber porque é que é apenas este grupo a falar de tão grave assunto? Nem o site da CMG, nem o "JN", nem o "portal de gondomar" dá a noticia. Será segredo? E os partidos e os seus eleitos? Nem esses?
O que se passa? Está tudo doido? Ou já está tudo a pensar na festa da cervejola?

.

porta voz da troika disse...

Não acreditem em tudo o que vos dizem...
Se não fosse o clube do coração dourado, Rio Tinto era ainda mais atrasado.
Se não fosse o Valentim nem tinham o Metro. Ele tinha de passar por algum lado. O rio é um esgoto e os terrenos já não servem para agricultura.