sexta-feira, 2 de março de 2007

Projecto para despoluir o rio Leça


Foi há dias divulgada a existência de um projecto para despoluir o rio Leça, que atravessa quatro concelhos do distrito do Porto.

Designadamente, com recurso a verbas oriundas do QREN, estão planeadas intervenções que visam, numa primeira fase, a inventariação e posterior eliminação das fontes poluidoras. Depois, irá partir-se para a requalificação da envolvente. com o objectivo de enquadrar o rio na malha urbana, que inclui a implantação de locais de lazer.

O facto de este rio atravessar uma região que se situa no âmbito de quatro municípios, obriga a uma congregação de esforços, que nem sempre é fácil (recorde-se que data de 1994 a criação do chamado Conselho da Bacia do Rio Leça).

De qualquer modo, esta notícia, mostra que há soluções viáveis para resolver, de modo sustentado e correcto do ponto de vista ambiental, problemas de poluição e degradação de bens naturais. Sem se optar pelo que é mais fácil: varrer o lixo para debaixo do tapete.

É uma política integrada, coerente e realista, que defendemos, para que se possa ter um rio Tinto, vivo e saudável.

4 comentários:

Professorinha disse...

Há uns anos foi feita promessa de despoluir o rio Pavia aqui em Viseu. Infelizmente o tempo passa e tudo continua na mesma...

o alquimista disse...

Que pena estar a viver na ilha, mas quando for ao continente farei uma visita ao vosso rio e o pintarei...


Abraço

Anónimo disse...

A caminhada em defesa do nosso rio Tinto foi um sucesso, mais uma vez como não poderia deixar de ser a juventude surpreendeu e apareceu para reclamar um rio despoluido, agora cabe às várias entidades responsáveis implmentar os necessários projectos para a sua despoluição.

Anónimo disse...

Com disse um dos respónsáveis pelo Movimento, este rio não é pertença exclusiva de algum grupo, mas ele pertence-nos e é com a nossa participação cívica, como foi demonstrada a 25 de Março que conseguimos chamar a atenção dos vários responsáveis pelo estado calamitoso em que se encontra este rio. Há muito trabalho a fazer. É necessário congregar esforços e lutar pela sua despoluição